Espalhe por ai:

Benefício de três parcelas de R$ 200 deve ser anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro depois do carnaval, agora para metade dos trabalhadores que foram atendidos no ano passado. A proposta está em estudo.

A prorrogação do auxílio emergencial deve começar a vigorar em março, com a ideia de que o custo fique fora do teto de gastos, regra que impede que as despesas públicas cresçam mais que a inflação do ano anterior.

Além de ficar fora do teto de gastos, a equipe econômica quer que a nova despesa seja compensada por ações de ajuste fiscal.

Calamidade

O ministro Paulo Guedes disse, na semana passada, que a possível retomada do auxílio será em formato mais enxuto e para metade dos beneficiários, a outra metade recebe Bolsa Família. Disse que, mesmo assim, isso só seria possível “dentro de um novo marco fiscal” e “se dispararmos as cláusulas necessárias”.

O secretário de Tesouro Nacional, Bruno Funchal, explicou na sexta-feira, 5, que a cláusula a que Guedes se referia deve ser incluída na PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Pacto Federativo.

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/02/caixa-tem.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/02/caixa-tem-150x150.jpgDa redaçãoEconomiaBenefício de três parcelas de R$ 200 deve ser anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro depois do carnaval, agora para metade dos trabalhadores que foram atendidos no ano passado. A proposta está em estudo. A prorrogação do auxílio emergencial deve começar a vigorar em março, com a ideia de que o...