Espalhe por ai:

O apagão total e o posterior rodízio de energia elétrica que ainda funciona provisoriamente em cidades do Amapá já resultaram em muitos prejuízos materiais para a população. Exemplos são eletrodomésticos que queimaram e alimentos dependentes de refrigeração que estragaram. A situação se estende desde o dia 3 de novembro, após um incêndio atingir uma subestação de Macapá e deixar 13 cidades sem energia.

Dona Maria Nunes, de 50 anos, do bairro de Santa Rita, perdeu dois eletrodomésticos. “Logo quando a luz voltou pela primeira vez, a central de ar do meu quarto queimou e minha geladeira deu problema também. Agora, fica difícil até gelar água. Já gastei muito comprando gelo. Ela disse que o calor é terrível. “Quando não tem energia de madrugada, sinto falta do ventilador para espantar mosquito”, relatou.

O universitário Marcos Oliveira, 20, do Marco Zero, conta que o desperdício foi grande na cozinha. “Tinha carne, peixe e outras comidas que estragaram quando estávamos totalmente sem energia. Não chegou a pifar o freezer, mas fora da refrigeração não tem como manter nada. Tivemos que nos adaptar comendo de forma restrita, porque a maioria dos produtos que consumimos precisam ir para o forno ou para a geladeira”, contou.

Já a dona de casa Rita de Assis, do Boné Azul, teve um grande prejuízo no trabalho. “Eu faço massa de pão e de outros salgados. Tava uma fornada preparada e acabou estragando tudo. Até chorei quando vi que não tinha jeito de salvar. Sem esse material eu não tenho como ganhar meu dinheiro”. Com o serviço impactado, as contas também pesaram. “Foi um efeito dominó que ainda não foi resolvido, porque esses picos de energia vão e voltam. Minhas contas atrasaram porque não tenho como trabalhar direito”.

Novo protesto

E a demora para restabelecimento de energia no Estado já provocou protestos em várias cidades. O grupo liderado por jovens de Macapá que realizou manifestações na semana passada nas ruas da capital já definiu a data da nova mobilização. Será nesta quarta-feira (18), às 17h, com concentração em frente à unidade do Superfácil, no bairro do Buritizal. A organização do ato solicitou que os participantes levem cartazes e placas com mensagens de indignação.

 

Fonte: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/11/Apag-o-Amapa.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/11/Apag-o-Amapa-150x150.jpgda redaçãoBrasilAmapá,Apagão,SOSAmapaO apagão total e o posterior rodízio de energia elétrica que ainda funciona provisoriamente em cidades do Amapá já resultaram em muitos prejuízos materiais para a população. Exemplos são eletrodomésticos que queimaram e alimentos dependentes de refrigeração que estragaram. A situação se estende desde o dia 3 de novembro,...