Espalhe por ai:

 

Na manhã desta quarta-feira (07), comecaram as fiscalizações visando cumprir o decreto municipal 154/2021, que mudou o bandeiramento do município de vermelho para preto (Lockdown). Desde a última segunda (05), quando o anúncio do fechamento foi feito pelo prefeito Raimundo Oliveira (PSDB), setores do comércio da cidade de Bragança, repudiaram a medida.

Na manhã desta quarta, o comércio considerado não essencial deveria estar fechado, porém muitas lojas continuaram de portas abertas, com os funcionários e empresários segurando cartazes, com gritos de protesto com frases como “Queremos Trabalhar” e “Todos os serviços são essenciais”.
A fiscalização de cumprimento das medidas restritivas é responsabilidade da prefeitura, por meio da vigilância Sanitária que atua com o apoio de órgãos como a polícia militar e guarda civil municipal.

A decisão de fechamento de serviços não essenciais estará em vigor até a próxima semana, baseada na alta de casos e mortes por covid-19 em todo em todo o município.

Em Bragança, só nas últimas semanas, a taxa de ocupação dos leitos de UTI chegou a 100% duas vezes. No último boletim epidemiológico divulgado pela semusb, 2 novos óbitos foram contabilizados, sendo 35 mortes somente nos últimos 20 dias.

FONTE: BRAGA NEWS

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/04/IMG-20210407-WA0040-1024x575.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/04/IMG-20210407-WA0040-150x150.jpgDa redaçãoCidadesBragança,Comerciantes,lockdown,Manifestação  Na manhã desta quarta-feira (07), comecaram as fiscalizações visando cumprir o decreto municipal 154/2021, que mudou o bandeiramento do município de vermelho para preto (Lockdown). Desde a última segunda (05), quando o anúncio do fechamento foi feito pelo prefeito Raimundo Oliveira (PSDB), setores do comércio da cidade de Bragança,...