Espalhe por ai:

Bragantino e Paysandu fizeram uma partida fraca, no Diogão, em Bragança, na tarde deste domingo pela ida das quartas de final do Campeonato Paraense. Com gramado pesado e a baixa qualidade técnica, o resultado não poderia ser outro que o empate sem gols.

Com isso, ninguém tem vantagem no jogo de volta marcado para a próxima quarta-feira (5), às 19 horas, na Curuzu. Para conseguir a vaga da semifinal de forma direta, é preciso vencer. Se der empate, a decisão será nos pênaltis.

JOGO

O primeiro tempo de Bragantino e Paysandu foi abaixo do que se espera de uma partida das quartas de final. Os dois times apresentaram limitação técnica, com o jogo restrito praticamente ao meio de campo. Pouco criaram e não fizeram os goleiros trabalharem na partida. Para completar, a chuva no meio da tarde ainda deixou o gramado pesado.

Confusão para acordar

O momento de mais agitação foi com um desentendimento entre jogadores do Bragantino e Paysandu, após uma disputa de bola entre Israel e George Pitbull. Os técnicos precisaram entrar no gramado para intervir. A confusão fez o árbitro distribuir cartões amarelos com vontade. Foram seis ao total.

Bola parada poderia ser a solução

Na reta final, sem chance para conseguir o gol criando jogadas, restava aos times tentar algo na bola parada. No entanto, a cobrança não foi perfeita. Pelo lado do Paysandu, Ruy era o acionado para cobrar falta. Em uma delas, a cobrança foi com veneno para a área, mas o goleiro Deco Jr. defendeu.

Segundo Tempo

Os técnicos voltaram com modificações no início do segundo tempo na tentativa de melhorar a qualidade do jogo, que ficou movimentando, mas sem objetividade.

O Bragantino tinha mais volume de jogo. No entanto, era ruim na finalização. E teve em Mauro Ajuruteua, que entrou no segundo tempo, as melhores chances para o gol. Uma foi aos 36 minutos, quando ele se livrou da defesa, avançou, tentou uma meia lua no goleiro, mas a bola toca no Victor Souza e vai para fora. Depois, partiu no contra-ataque, passou por Denilson, entrou na área, limpou para finalizar, mas chutou muito mal para o gol.

Do lado do Paysandu, continuava o problema para encaixar uma jogada . Bruno Paulista, Ari Moura e Ratinho, que entraram no segundo tempo, tentavam entrar na área do Tubarão, mas sem sucesso.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO X PAYSANDU

Quartas de final – jogo de Ida

Bragantino: Deco Jr; Léo Caeté, Romário, Rony e Zé Carlos (Mauro Ajuruteua); Ricardo Capanema, George, Edcleber (Léo Pará) e Tulio (Keoma); Davi Caça-Rato (Rafinha) e Cris Maranhense (Carlos Neto)

Técnico: Artur Oliveira

Paysandu: Victor Souza; Israel, Perema, Yan (Bruno Paulista), Diego Matos (Bruno Collaço); Denilson, Paulinho, Jhonnatan (Flávio), Ruy (Ratinho); Igor Goularte (Ari Moura) e Nicolas

Técnico: Itamar Schulle

Local: Diogão- Bragança (PA)

Cartão Amarelo: Ricardo Capanema, Davi Caça-Rato, Rafinha; Jhonnatan, Israel, Nicolas, Diego Matos, Yan, Ruy

Árbitro: Marco José Soares de Almeida/FPF

A1: Robson João dos Reis/CBF

A2: Acácio Menezes Leão/CBF

4º árbitro: Raimundo Gílson Gonçalves de Brito/FPF

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/05/BraxPay.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/05/BraxPay-150x150.jpgDa redaçãoDestaquesBragantino,campeonato paraense,Jogo,PaysanduBragantino e Paysandu fizeram uma partida fraca, no Diogão, em Bragança, na tarde deste domingo pela ida das quartas de final do Campeonato Paraense. Com gramado pesado e a baixa qualidade técnica, o resultado não poderia ser outro que o empate sem gols. Com isso, ninguém tem vantagem no jogo...