Espalhe por ai:

Com direito a comemoração com o tradicional ovo na cabeça e corte de cabelo, seis indígenas venezuelanos festejaram o resultado do Processo Seletivo Especial 2020-6 Migre da Universidade Federal do Pará (UFPA). O resultado foi divulgado na manhã de segunda-feira (21) no espaço de acolhimento no bairro do Tapanã, em Belém.

Acolhido no espaço há oito meses, Roisdael Calderon, de 37 anos, foi aprovado no curso de Pedagogia. Ele estava só alegria. “Me sinto muito orgulhoso e feliz em passar na prova. Como indígena Venezuelano não descanso em continuar buscando uma saída melhor para ajudar os irmãos Warao e para continuar o trabalho no Brasil”, declarou.

O processo seletivo foi específico para refugiados de origem com visto humanitário ou imigrantes, pessoas em asilo, apátridas e vítimas de tráfico de pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Foram ofertadas 84 vagas para dez municípios do estado do Pará. Entre os cursos estão: Pedagogia, Farmácia, Letras e Física.

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/ufpa-calouro-1024x512.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/ufpa-calouro-150x150.jpgDa redaçãoParáCom direito a comemoração com o tradicional ovo na cabeça e corte de cabelo, seis indígenas venezuelanos festejaram o resultado do Processo Seletivo Especial 2020-6 Migre da Universidade Federal do Pará (UFPA). O resultado foi divulgado na manhã de segunda-feira (21) no espaço de acolhimento no bairro do Tapanã,...