Espalhe por ai:

Um ataque suicida do lado de fora de uma catedral católica romana lotada durante a missa do Domingo de Ramos na Ilha de Sulawesi, na Indonésia, feriu pelo menos 20 pessoas, disse a polícia. A suspeita é de que os agressores seriam membros de uma rede de militantes que jurou lealdade ao Estado Islâmico.

Wilhelmus Tulak, um sacerdote da Catedral do Sagrado Coração de Jesus em Makassar, disse que tinha acabado de celebrar a missa do Domingo de Ramos quando um barulho chocou a sua congregação. Ele disse que a explosão aconteceu por volta das 10h30, quando um primeiro grupo de frequentadores estava saindo da igreja e outro grupo estava chegando.

Segundo ele, os seguranças da igreja suspeitavam de dois homens em uma motocicleta que queriam entrar no recinto e, quando foram confrontá-los, um deles detonou seus explosivos. Mais tarde, a polícia disse que os dois agressores foram mortos instantaneamente, e as evidências coletadas na cena do crime indicavam que um deles era uma mulher. Os feridos incluíam quatro guardas e vários fiéis, disse a polícia.

O chefe da Polícia Nacional, general Listyo Sigit Prabowo, disse a repórteres quando visitou a cena do crime na noite deste domingo que a suspeita é de que os dois agressores eram membros do grupo militante Jemaah Anshorut Daulah, que prometeu lealdade ao Estado Islâmico e foi responsável por explosões em igrejas indonésias em 2018. Segundo ele, um dos agressores teria ligações com um atentado a bomba em uma igreja nas Filipinas.

(Fonte: Associated Press)

 

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/03/Atentado-em-igreja-na-Indonesia.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/03/Atentado-em-igreja-na-Indonesia-150x150.jpgDa redaçãoInternacionalUm ataque suicida do lado de fora de uma catedral católica romana lotada durante a missa do Domingo de Ramos na Ilha de Sulawesi, na Indonésia, feriu pelo menos 20 pessoas, disse a polícia. A suspeita é de que os agressores seriam membros de uma rede de militantes que...