Espalhe por ai:

O sistema de notificações de covid-19 do Ministério da Saúde teve nova falha que expôs na internet, por pelo menos seis meses, dados pessoais de mais de 200 milhões de brasileiros.

A privacidade violada não se limitou a pacientes com diagnóstico de covid-19, como em outro caso de exposição denunciado pelo Estadão na semana passada. Agora, ficaram abertas para consulta informações pessoais de qualquer brasileiro cadastrado no SUS ou mesmo beneficiário de um plano de saúde.

Segundo o Estadão, dados de 243 milhões de pessoas, informando CPF, nome completo, endereço e telefone, podiam ser acessados.  Fato de o número ser maior do que a população do Brasil se dá porque há informações de pessoas falecidas.

Novamente, a brecha se deu pela exposição indevida de login e senha de acesso ao sistema que armazena os dados cadastrais de todos os brasileiros no Ministério da Saúde.

O Ministério da Saúde informou que “os incidentes reportados estão sendo investigados para apurar a responsabilidade da exposição de base cadastral do ministério”.

O governo afirma que corrigiu a falha.

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/ministerio-da-saude.jpeghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/ministerio-da-saude-150x150.jpegDa redaçãoDestaquesBrasil,documentos,ministerio da saude,SusO sistema de notificações de covid-19 do Ministério da Saúde teve nova falha que expôs na internet, por pelo menos seis meses, dados pessoais de mais de 200 milhões de brasileiros. A privacidade violada não se limitou a pacientes com diagnóstico de covid-19, como em outro caso de exposição denunciado...