Espalhe por ai:

O garoto de 11 anos que ficou quase um mês trancado em um barril dentro de casa em Campinas, São Paulo, foi para lá como um castigo por pegar “comida que não era autorizado”. Isso é o que apontam algumas fontes ligadas à investigação do caso segundo o UOL.

Em depoimento à Delegacia de Defesa da Mulher, o garoto de 11 anos relatou que estava havia cerca de um mês dentro do tonel, amarrado com correntes e cadeado, porque pegou comida sem autorização dos pais. Isso teria acontecido no final do ano passado. Depoimento de vizinhos também reforçam essa informação, já que desde antes do réveillon eles não viam mais a criança, que era acostumada a brincar na rua até então.

O menino também não estava matriculado em nenhuma unidade escolar em 2020, fator que fez com que o Ministério Público pedisse o indiciamento do genitor por abandono intelectual.

PREOCUPAÇÃO COM O PAI

Apesar de todo o sofrimento vivido, o garoto que foi torturado pelo pai continua a demonstrar preocupação com ele. No dia em que foi resgatado, ele perguntou aos policiais o que aconteceria com o genitor. À equipe do Hospital Ouro Verde, onde foi atendido, ele questionou se o homem estava bem.

O garoto segue aguardando definição da Vara da Infância e Juventude sobre seu futuro.

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/02/meninoacorrentad.pnghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/02/meninoacorrentad-150x150.pngDa redaçãoDestaquesO garoto de 11 anos que ficou quase um mês trancado em um barril dentro de casa em Campinas, São Paulo, foi para lá como um castigo por pegar 'comida que não era autorizado'. Isso é o que apontam algumas fontes ligadas à investigação do caso segundo o UOL. Em...