Espalhe por ai:

Luiz Eduardo Ramos, ministro da Casa Civil do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou nesta terça-feira (27) que tomou “escondido” a vacina contra a covid-19. A “orientação” seria para “não criar caso”, mas a informação “vazou”. Sem saber que estava sendo gravado, Ramos disse em reunião do Conselho de Saúde Suplementar (Consu) que tenta convencer o presidente a também receber a vacina.

“Não tenho vergonha, não. Vou ser sincero. Eu, como qualquer ser humano, quero viver. Tenho dois netos maravilhosos, uma mulher linda. Tenho sonhos ainda. Quero viver, porra. Se a ciência, a medicina, está dizendo que é vacina, quem sou eu para me contrapor”, disse Ramos.

O ministro demonstrou preocupação com o avanço da pandemia da covid-19. Ele afirmou que pessoas próximas têm sido vítimas da doença. Ramos disse, ainda, que teme pela saúde de Bolsonaro. “Estou envolvido, pessoalmente. Tentando convencer o nosso presidente, independente de todos os posicionamentos. Não podemos perder o presidente para um vírus desse. A vida dele, no momento, corre risco. Ele tem 65 anos”, afirmou.

Ele também avaliou a pandemia como uma “praga” que está “ceifando vidas”, e que a doença não tem “partido”. “Ataca todos nós”, disse o ministro.

Também estavam na reunião os ministros da Economia, Paulo Guedes, da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Justiça, Anderson Torres, além de representantes da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Na reunião, Guedes disse que o “chinês inventou o vírus e a vacina dele é menos efetiva que a do americano”. Ainda, que o SUS não deve dar conta de prestar atendimento à população no longo prazo.

Paulo Guedes sugeriu a entrega de “voucher” para uso da rede privada. “Você é pobre? Você está doente? Está aqui seu voucher. Vai no [Hospital Israelita Albert] Einstein se você quiser”, afirmou o ministro.

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/04/Luiz-Eduardo-Ramos-e-Jair-Bolsonaro.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/04/Luiz-Eduardo-Ramos-e-Jair-Bolsonaro-150x150.jpgDa redaçãoPolíticaEscondido,Governo bolsonaro,Ministro,VacinaLuiz Eduardo Ramos, ministro da Casa Civil do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou nesta terça-feira (27) que tomou “escondido” a vacina contra a covid-19. A “orientação” seria para “não criar caso”, mas a informação “vazou”. Sem saber que estava sendo gravado, Ramos disse em reunião do Conselho...