Espalhe por ai:

O Ministério Público do Pará (MPPA) abriu um procedimento de investigação para apurar possíveis fraudes na distribuição de doses da vacina contra a Covid-19 em Bragança, nordeste do Pará.

Segundo informações divulgadas pelo MP nesta quinta-feira (21), denúncias indicam que uma mulher teria recebido a vacina sem estar incluída nos grupos prioritários. O caso teria ocorrido no Hospital Santo Antônio Maria Zaccaria, e a suspeita teria trabalhado como engenheira na reforma do local.

Começou ontem a primeira fase do Plano Estadual de Vacinação em Bragança. Nessa etapa, somente profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência e indígenas aldeados devem ser imunizados

FONTE: G1

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/01/IMG-20210119-WA0072-1024x768.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/01/IMG-20210119-WA0072-150x150.jpgDa redaçãoCidadesDenúncias apontam que uma mulher teria recebido a vacina sem estar incluída nos grupos prioritários O Ministério Público do Pará (MPPA) abriu um procedimento de investigação para apurar possíveis fraudes na distribuição de doses da vacina contra a Covid-19 em Bragança, nordeste do Pará. Segundo informações divulgadas pelo MP nesta quinta-feira...