Espalhe por ai:

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) pediu nesta sexta-feira que a Justiça de São Paulo determine a vacinação prioritária de pessoas em situação de rua.

“Na rua, sem a possibilidade de ter os devidos cuidados de higiene e sem os meios adequados para se tratar quando contrai alguma doença infectocontagiosa, como a Covid-19, a possibilidade de desenvolver formas mais graves da doença e, possivelmente, morrer é muito maior. É necessário que isso seja levado em conta no estabelecimento das políticas públicas de vacinação”, afirma a ação, que considera os planos do governo e estado de São Paulo “omissos” ao não colocarem a população de rua no grupo prioritário de imunização.

Segundo o documento, essa priorização têm sido feita em países como Inglaterra e Vaticano.

Guilherme Boulos cobra urgência das autoridades:

“Os moradores em situação de rua são justamente muito vulneráveis à doença porque não têm como ficar em casa. Não têm casa. Por isso, é urgente a inclusão deles nas etapas prioritárias”, diz o coordenador nacional do MTST.

FONTE: Epoca

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/01/moradores-de-rua-1024x615.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/01/moradores-de-rua-150x150.jpgDa redaçãoDestaquesO Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) pediu nesta sexta-feira que a Justiça de São Paulo determine a vacinação prioritária de pessoas em situação de rua. 'Na rua, sem a possibilidade de ter os devidos cuidados de higiene e sem os meios adequados para se tratar quando contrai alguma doença...