Espalhe por ai:

A Tuna Luso Brasileira voltou à elite do estadual depois de sete anos disputando apenas a Segundinha do Parazão. O feito foi conquistado após a vitória sobre o Sport Real por 3 a 0, no placar agregado, pela semifinal da competição.

O professor universitário José Jailton Junior, de 35 anos, é torcedor da Tuna desde criança. Sua família é de origem portuguesa, seu tio, que é tunante, o levava aos jogos. Sempre que tem jogo da Lusa, os dois estão nos estádios. Mas neste ano, por conta da pandemia, os dois não puderam acompanhar o time de coração de perto.

Entre seus amigos, José é conhecido como JJJ. Ele contou à reportagem de O Liberal que já viajou por diversos lugares do Estado para acompanhar as partidas de seu time. “[Fui para] vários jogos no interior do Pará, já fui para Cametá, Castanhal, Paragominas, Mãe do Rio, Cuiarana somente para assistir os jogos da Tuna”, relata.

José Jailton é um apaixonado torcedor tunante José Jailton é um apaixonado torcedor tunante (Ivan Duarte)

Momentos marcantes

Entre as tantas memórias que JJJ tem, ele ressalta as vitorias nos clássicos dos anos de 2007 e 2010. “Um momento marcante foi a vitória em cima do Ananindeua, em 2007, pelo primeiro turno do Parazão, com um gol quase no final do jogo. Em 2010, a Tuna estava na Segundinha e conseguiu o acesso milagroso com um gol nos acréscimos, em jogo que foi disputado em Mãe do Rio”, conta.

A segunda divisão do Parazão não é fácil, principalmente passar sete anos e perder duas vezes o acesso nos pênaltis: em 2017 para o Parauapebas e em 2018 para o Tapajós. Já em 2019, foi eliminada ainda na fase de grupos. E neste ano conquistou o título e o acesso.

Agradecimento

Após o jogo da classificação, JJJ que assistiu ao jogo no estacionamento do Mangueirão com alguns amigos, passou pela frente da Basílica Santuário de Nazaré, voltando para sua casa. Segundo o torcedor, ele resolveu parar e agradecer pelo acesso da Tuna e registrar o momento.

“Foram oito anos esperando a Tuna retornar à elite do Parazão. É um time tradicional, com grandes conquistas e não merece estar na Segundinha. Então a classificação esse ano foi uma sensação de alívio, pois é o lugar da Tuna. Nesses momentos de alegria não podemos deixar de agradecer, foi um momento de alívio e agradecimento”, finaliza.

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/tuna.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/tuna-150x150.jpgDa redaçãoEsportesA Tuna Luso Brasileira voltou à elite do estadual depois de sete anos disputando apenas a Segundinha do Parazão. O feito foi conquistado após a vitória sobre o Sport Real por 3 a 0, no placar agregado, pela semifinal da competição. O professor universitário José Jailton Junior, de 35 anos,...