Espalhe por ai:

Com Remo e Paysandu na decisão do acesso, o Pará é o único estado com dois candidatos. No mais, confirmados, Pernambuco com o Santa Cruz, e Goiás com o Vila Nova. No outro grupo, cinco clubes de estados diferentes na concorrência pelas quatro vagas: Ypiranga (Rio Grande do Sul), Londrina (Paraná), Brusque (Santa Catarina), Ituano (São Paulo) e Tombense (Minas Gerais). Outros quatro estados começaram com dois representantes: São Paulo (Ituano e São Bento), Paraíba (Botafogo e Treze), Minas Gerais (Tombense e Boa Esporte) e Santa Catarina (Brusque e Criciúma).

A classificação antecipada de Paysandu e Remo é mais significativa do que parece. Melhor ainda é que o Papão chega em plena ascensão e o Leão em aparente estabilização. Fortes motivos para acreditarmos na volta do futebol paraense à Série B em 2021, com um ou com dois representantes.

Como não ter Re-Pa na 2a fase da Série C?

Se o Remo vencer, confirma a segunda posição. Nessa hipótese, o Re-Pa na segunda fase só seria evitado com derrota do Vila Nova para o Jacuipense. O Paysandu também conquista a vice-liderança se for vencedor. Assim, bastaria um empate entre Vila Nova e Jacuipense para Leão e Papão ficarem em quadrangulares diferentes. Com empate no Re-Pa, teria que haver empate ou derrota do Vila Nova no jogo de Goiânia.

A questão divide opiniões em todos os segmentos: torcedores, imprensa, jogadores… Obviamente, há vantagens e desvantagens. Seja, então, como tiver que ser.

BAIXINHAS

* Até a primeira década dos anos 2000 os treinos eram abertos e quase todos sabiam quase tudo na preparação das equipes, mesmo para os grandes clássicos. Vieram os treinos fechados e, mais recentemente, o corte da lista dos relacionados. Sigilo até a última hora!

* Embora não seja tão decisivo, este Re-Pa tem mistérios autênticos. Com 13 jogadores pendurados nos cartões amarelos (oito do Papão e cinco do Leão), por mais que circulem “informações” sobre quem seria poupado, azulinos não acreditam no que vem dos bicolores e vice versa. Nada mais compreensível!

* O caso mais gritante entre os pendurados bicolores é do lateral Tony, o único que não tem um reserva da posição. Brigatti improvisa o volante Willyam, busca outra opção ou escala Tony e corre o risco de perdê-lo para a estreia no quadrangular. Os demais são PH, Juninho, Nicolas, Uilliam Barros, Wesley Matos, Serginho e Alex Maranhão.

* Dos pendurados azulinos, o zagueiro Mimica está em ótimo momento, voltando à forma. O substituto automático, Fredson, está suspenso. Gilberto Alemão é a opção. No caso de Marlon, se ficar fora, o substituto estará entre Dudu Mandai e Ronald. Se Lucas não jogar, entre Júlio Rusch. Gelson e o lesionado Wállace são os outros dois pendurados.

* Felipe Gedoz, que ainda não disse a que veio, tem no Re-Pa a grande oportunidade de conquistar a torcida azulina e confirmar as credenciais para ser o “cara” do Leão na disputa do acesso. Até agora, em três jogos, mostrou-se opaco.

* Micael, o capitão bicolor, surpreende com uma atitude incomum nos dias atuais ao prometer que vai fazer gol no Re-Pa. Show de ousadia, principalmente para um zagueiro. Micael tem 64 jogos e três gols pelo Papão.

 

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/repa.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/repa-150x150.jpgDa redaçãoEsportesCom Remo e Paysandu na decisão do acesso, o Pará é o único estado com dois candidatos. No mais, confirmados, Pernambuco com o Santa Cruz, e Goiás com o Vila Nova. No outro grupo, cinco clubes de estados diferentes na concorrência pelas quatro vagas: Ypiranga (Rio Grande do Sul),...