Espalhe por ai:

A Polícia Federal de Redenção deflagrou a operação Terra Roxa, nesta terça-feira (26), com o objetivo de combater o trabalho escravo na região sul do Pará. O foco da ação foi em uma propriedade no município de São Félix do Xingu. O trabalho teve participação do Grupo Especial de Fiscalização do Trabalho.

Na operação, foi encontrado um acampamento onde trabalhadores viviam de forma precária, em alojamentos improvisados e isolados no meio do mato. Os relatos confirmam as suspeitas de estarem em condições análogas à escravidão. Elas foram resgatadas.

Participaram da operação, que está apenas começando, oito policiais federais, um procurador do trabalho, quatro auditores fiscais de trabalho e dois membros do grupo de segurança institucional do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Não houve prisão em flagrante porque o proprietário da área não foi localizado no momento. No entanto, informa a PF, será instaurado inquérito para apurar o possível delito descrito no art. 149 do Código Penal Brasileiro, que é o submeter uma pessoa a condição análoga à escravidão e outras situações degradantes.

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/01/WhatsApp-Image-2021-01-27-at-03-43-37.jpeghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/01/WhatsApp-Image-2021-01-27-at-03-43-37-150x150.jpegDa redaçãoPoliciaA Polícia Federal de Redenção deflagrou a operação Terra Roxa, nesta terça-feira (26), com o objetivo de combater o trabalho escravo na região sul do Pará. O foco da ação foi em uma propriedade no município de São Félix do Xingu. O trabalho teve participação do Grupo Especial de...