Espalhe por ai:

“É o início de uma segunda vida pra gente.” Assim a paulista Sabrina Borges, profissional de radiologia do Hospital de Aeronáutica de Belém, definiu o que significa receber a segunda dose da vacina contra a covid-19. Ela, que atua na linha de frente de combate à doença desde o início da pandemia, em março do ano passado, foi uma das primeiras a receber a vacina na manhã desta quarta-feira (10), quando a Secretaria Municipal de Saúde começou a aplicar as novas doses nos profissionais de saúde de hospitais públicos e particulares da capital.

 

Na Aldeia Amazônica, onde Sabrina recebeu a vacinação, a movimentação era tranquila. “A vacinação está mais simples porque dividimos em postos específicos. (A vacinação) está andando bem mais rápido porque temos quatro espaços e mais de 30 pessoas trabalhando para vacinar os profissionais”, disse Cláudio Salgado, diretor de vigilância em saúde da Sesma.

Apesar da grande procura, o clima é de tranquilidade na aldeia Amazônica nesta manhãApesar da grande procura, o clima é de tranquilidade na aldeia Amazônica nesta manhã (Thiago Gomes/O Liberal)

A ação iniciada hoje será realizada das 9h às 17h, e segue até a próxima sexta-feira, 12. O objetivo da nova campanha é aplicar o reforço da vacina nos profissionais de saúde que já receberam a primeira dose há 21 dias.

Para os profissionais que atuam em hospitais federais, estaduais e particulares serão disponibilizados três pontos de vacinação. São eles: Aldeia Cabana, Universidade Federal do Pará (UFPA), e o Ginásio Mangueirinho, todos funcionando em sistema de drive-thru. Para este grupo serão disponibilizadas 7.115 vacinas, e será necessário apresentar RG e carteira de vacinação.

Já os profissionais que atuam nas unidades municipais de saúde receberão a aplicação nos locais de atuação, de acordo com cronograma de cada unidade.

Idosos – A ação também vai contemplar os idosos albergados com a aplicação de 264 vacinas da segunda dose a partir desta manhã.

LOCAIS DE VACINAÇÃO

Pontos de Drive-Thru:

. Aldeia Cabana, na avenida Pedro Miranda, bairro da Pedreira;

. Na Universidade Federal do Pará, no Mirante do Rio, localizado no Campus Guamá;

. Ginásio Mangueirinho, na avenida Augusto Montenegro, bairro do Mangueirão.

Hospitais federais, estaduais e particulares que terão profissionais imunizados com a segunda dose:

Hospital do Hangar, Fundação Santa Casa do Pará, Hospital Porto Dias, Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), Hospitais da Unimed, Hospital Jean Bitar, Hospital Galileu, Hospital Oncológico Otávio Lobo, Hospital Amazônia, Hospital Saúde da Mulher, Hospital do Coração, Hospital Adventista de Belém, Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, Hospital Abelardo Santos, Hospital Ophir Loyola, Maternidade do Povo, Hospital D.Luiz I, Hospital Guadalupe, Hospital Pró- Infantil, Hospital Pró-Trauma Maradei, Hospital Saúde da Criança, Hospital da Ordem Terceira, Hospital Naval, Hospital da Aeronáutica de Belém e Hospital do Exército.

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/02/vacina.jpeghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/02/vacina-150x150.jpegDa redaçãoSaúde“É o início de uma segunda vida pra gente.” Assim a paulista Sabrina Borges, profissional de radiologia do Hospital de Aeronáutica de Belém, definiu o que significa receber a segunda dose da vacina contra a covid-19. Ela, que atua na linha de frente de combate à doença desde o...