Espalhe por ai:

Aproximadamente R$ 154 milhões serão distribuídos em 2021 para 145 projetos culturais. Os projetos foram selecionados pelo edital da Vale e do Instituto Cultural Vale para receber recursos via Lei de Incentivo à Cultura (LIC) em 2020. O total de patrocínios teve aumento em relação aos repasses de 2019. O número de projetos triplicou o total de propostas contempladas em relação a 2019. Do total 145 projetos, 77 foram escolhidos de maneira direta e 68 pela 1ª Chamada Vale de Patrocínios Culturais, edital lançado em 2020. A lista completa de projetos selecionados no edital está publicada no site do Instituto Cultural Vale.

O projeto Cordão de Pássaros proposto pela Associação Folclórica e Cultural Colibri de Outeiro foi um dos selecionados no Pará. O Colibri resgata a tradicional brincadeira de rua das famílias paraenses existente há mais de 100 anos. A produtora cultural, Laurene Ataide explica que o Cordão é considerado por estudiosos da cultura popular amazônica, uma “Opera Cabocla”, onde cada diálogo é completado por música. Sua origem está associada às grandes óperas vindas da Europa para o Teatro da Paz e que tiveram a incorporação do cotidiano paraense na brincadeira. O projeto envolve a criação de mais dois novos grupos de Cordão de Pássaros e Circuito de apresentação do Cordão Colibri.

“Eu estou me sentindo muito feliz, muito feliz, de criar novos Pássaros, de resgatar os Pássaros.  Os paraenses vão ganhar com esse projeto, a manutenção dessa nossa manifestação cultural que estava desaparecendo. É muito importante essa ação, porque quase não vemos mais essa brincadeira de rua. E esse projeto faz o resgate de como nossas famílias brincavam, e é muito importante manter a cultura do povo viva”, destaca Laurene.

As iniciativas escolhidas estão distribuídas por 24 estados e o Distrito Federal. A 1ª Chamada Vale de Patrocínios Culturais, lançada este ano com valor inicialmente estabelecido em R$ 20 milhões, teve total elevado para R$ 25 milhões, o que possibilitou contemplar um número maior de projetos. Os 145 projetos patrocinados pela Vale distribuem-se pelas áreas de patrimônios, música, festividades e circulação, museus e centros culturais. Os projetos do edital estão divididos em quatro faixas limites de valor: R$ 250 mil, R$ 500 mil, R$ 1 milhão e R$ 2 milhões.

Segundo a gerente do Instituto Cultural Vale, Christiana Saldanha, o patrocínio é muito importante para incentivar os projetos e difundir a cultura brasileira. “Os projetos deverão agitar a atividade cultural no Pará e outros estados do Brasil em programações e intercâmbios entre as regiões, por meio da realização de projetos, que envolverão as mais diversas expressões artísticas, música, dança, teatro, cinema, entre outras e o turismo com a valorização dos patrimônios brasileiros.”

Uma comissão formada por especialistas externos, como artistas, pesquisadores, jornalistas, críticos de arte e profissionais que são referência em diversas áreas ligadas ao setor cultural foi responsável pela avaliação dos projetos, assim como empregados da Vale. “Na etapa de seleção, deixamos livre o critério referente às atividades presenciais ou a à distância (online). Os projetos serão executados conforme a realidade de cada território, respeitando às recomendações e protocolo de segurança e higiene exigidos para o momento. Caso haja necessidade, adaptações serão feitas”, explica Christiana.

O Instituto Cultural Vale foi criado para ser um instrumento de transformação social com o propósito de fomentar o desenvolvimento das expressões artísticas e democratizar o acesso e a produção de arte e de cultura. Com o objetivo de gerar impacto positivo na vida das pessoas e construir um legado para futuras gerações através da produção cultural.

“A cultura é a expressão da alma de um povo e, ao estender o acesso às mais diversas manifestações artísticas, ampliamos também a possibilidade de impactar positivamente a vida das pessoas. Nós da Vale ficamos felizes em ter um número recorde de projetos culturais selecionados e aprovados para 2021”, afirma Luiz Eduardo Osorio, diretor-executivo de Relações Institucionais, Comunicação e Sustentabilidade da Vale e presidente do Painel de Especialistas do Instituto Cultural Vale. “Lançado recentemente, o Instituto Cultural Vale já nasce com um importante papel na transformação social e o propósito de fomentar o desenvolvimento das mais diversas expressões artísticas, além de democratizar o acesso à arte e estimular a produção cultural”, complementa Osorio.

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/IMG-4170-2.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2020/12/IMG-4170-2-150x150.jpgDa redaçãoEntretenimentoAproximadamente R$ 154 milhões serão distribuídos em 2021 para 145 projetos culturais. Os projetos foram selecionados pelo edital da Vale e do Instituto Cultural Vale para receber recursos via Lei de Incentivo à Cultura (LIC) em 2020. O total de patrocínios teve aumento em relação aos repasses de 2019....