Espalhe por ai:

Pelo menos três denúncias são investigadas pela polícia sobre aplicação de vacina em que a seringa estava vazia ou o produto não foi injetado. Só foi possível descobrir porque muitas pessoas filmam o ato para registrar o momento histórico, mas acabam descobrindo a falha ou crime.

Entre os casos, uma idosa de 94 anos recebeu uma dose de ar em Petrópolis, na Região Serrana, na sexta-feira 12.

A prefeitura mudou o protocolo de imunização na cidade.

Depois do incidente, os técnicos de enfermagem devem mostrar as seringas cheias e, depois da aplicação, vazias. Houve casos parecidos no Rio e em Niterói. Os acusados poderão responder por peculato — crime em que funcionário público age em proveito próprio ou alheio.

“A partir da divulgação do vídeo pelas redes sociais, instauramos o procedimento para apurar as circunstâncias da vacinação da idosa. A prefeitura está colaborando bastante com as investigações e, inclusive, já mudou os protocolos de imunização”, afirmou o delegado João Valentim, titular da 105ª DP (Petrópolis).

Os profissionais envolvidos nas vacinas falsas foram afastados e os pacientes chamados para a imunização de verdade.

O problema é que, além de não receber a imunização, há riscos de receber uma dose de ar. A pediatra, alergista e imunologista Fernanda Fagundes, professora de Alergia e Imunologia da Unigranrio: “A vacinação é intramuscular. Então, o que pode ocorrer é dor local e inchaço. Se, por acaso, pegar algum vaso e for injetada uma quantidade em torno de 50 ml de ar rapidamente, aí tem risco de fazer embolia.”

Veja as dicas para saber se houve a imunização:

Atenção ao processo: Sempre que possível e evitando aglomerações, ficar atento a todo o processo de vacinação.

Conteúdo da seringa: Pedir para ver a seringa antes e após a aplicação; verificar se o frasco com a dose aplicada está vazio.

Número do lote: Conferir se o número do lote que consta no comprovante de vacinação é o mesmo que é informado no frasco.

Registrar com celular: Filmar e fotografar o ato da vacinação, se necessário

FONTE: Oliberal

Espalhe por ai:
https://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/02/vacinac-o.jpghttps://www.braganews.com.br/wp-content/uploads/2021/02/vacinac-o-150x150.jpgDa redaçãoBrasilPelo menos três denúncias são investigadas pela polícia sobre aplicação de vacina em que a seringa estava vazia ou o produto não foi injetado. Só foi possível descobrir porque muitas pessoas filmam o ato para registrar o momento histórico, mas acabam descobrindo a falha ou crime. Entre os casos, uma...